SOS Silos! Como proteger os grãos no armazenamento


Um dos principais problemas no processo de armazenamento de grãos em silos está relacionado a temperatura e corrosão. Um mau controle da temperatura dos silos impacta diretamente na qualidade dos grãos e a manutenção inadequada referente a corrosão, afeta a estrutura do silo. O prejuízo pode ir desde os danos físicos dos grãos com a quebra, como ser deteriorado por fungos ou os grãos entrarem em processo de germinação.

De forma mais drástica, pode haver a queda do silo propriamente e a geração de gases, levando a explosão, ocasionando não somente o prejuízo pela perda dos grãos e dos silos propriamente, mas colocando em risco a vida de todos os colaboradores envolvidos nesse processo, o que é extremamente grave.

O Brasil alcançou em 2020 o posto de maior produtor de volume de soja no mundo, de acordo com a Embrapa, foram produzidos 126 milhões de toneladas, superando os EUA em produção. Dessa quantia, 84 milhões foram embarcados, tornando os brasileiros os maiores exportadores de commodity.

O setor agrícola segundo o IBGE, comprovam o crescimento ano a ano. Somente no segundo semestre de 2021, registrou a capacidade de 183,3 milhões de toneladas, 1,5 % maior que o semestre anterior.

O uso de silos é amplamente utilizado para armazenar produtos e matérias-primas sólidas apresentadas em vários formatos – pós, grãos ou pellets. O setor do agronegócio demanda um alta utilização de silos, mas mantêm intenso emprego também nas indústrias química e petroquímica, na transformação do plástico, na produção de cimento e borracha, e na mineração.

Qual é o problema dos grãos em Silos?

Acidente com silos, explosão

Primeiramente, é preciso compreender que o armazenamento de grãos em silos é uma técnica que consiste em preservar os grãos que foram produzidos com o objetivo de proteger suas especificidades do momento da colheita até o processo de produção ou distribuição.

Desse modo, esse processo requer higienização, secagem, procedimento de defensivo agrícola, carregamento e distribuição, por exemplo.

Ou seja, armazenar os grãos com segurança, devidamente protegidos de fatores externos, significa garantir sua integridade, preservando e assegurando os investimentos feitos durante toda uma safra.

No mercado, existem diversos tipos de silos, como: silos metálicos, silo de espera, silo de concreto e o silo secador. Para armazenamento de grãos, os silos metálicos são os utilizados.

Quando falamos dos problemas enfrentados para o armazenamento de grãos em silos, o mais grave refere-se ao risco de explosão e queda. O risco de explosão acontece quando há a liberação de gases do próprio grão e/ou há poeira de grãos no local de armazenamento. Quando um desses componentes entra em contato com uma fonte de calor, ocorre a explosão. Esse é o pior dano que pode ocorrer no processo de armazenamento de grãos, visto que além do dano físico ao silo e a perda dos grãos, colaboradores podem sofrer lesões gravíssimas e até mesmo perderem suas vidas.

Sequencia de queda de silos

Outro problema a ser enfrentado é referente ao índice de umidade. Quando os grãos são expostos a níveis de umidade inadequados tendem a perder a qualidade, pois haverá o crescimento de microrganismos e insetos que causam estragos e perdas, ou a quebra propriamente dita dos grãos. Um nível de umidade inadequado, faz com que os grãos germinem, o que ocasiona a liberação de gases explosivos e perda de produto. O processo de corrosão também deve ser levado em consideração. Expostos a ação do tempo, o enfraquecimento das estruturas ocorrerá em alguns anos. Uma estrutura armazenando toneladas de grãos, inevitavelmente irá ceder, gerando imensos prejuízos, e de forma mais drástica, podendo ceifar a vida de trabalhadores no local.

Acidente com silos de grãos.

Apesar de não ser amplamente divulgado, acidentes com explosão e rompimento de silos acontecem e vidas fatalmente são interrompidas.

Proteger contra corrosão, e investir em soluções para o controle de temperatura dos silos, são soluções que agregadas as demais soluções no processo de prevenção desses problemas, proporcionam segurança aos colaboradores e evita maiores prejuízos as empresas.

Entenda a importância do isolamento térmico para silos

Como citamos, o controle de temperatura e a proteção contra o processo de corrosão de um silo, é fundamental no armazenamento dos grãos.

Por se tratar de uma estrutura metálica, em sua maioria exposta ao tempo, as intempéries da natureza, impacta diretamente a segurança do processo de estocagem.

Investir em um sistema de isolamento térmico para silos faz com que os grãos fiquem protegidos das altas temperaturas a que um silo é exposto.

A superfície metálica do silo exposta ao sol pode chegar à temperatura de 65°C a 70°C, o que faz com que nem sempre os sistemas de exaustação conseguem dar conta de manter a temperatura interna do silo da maneira ideal.

Com um sistema de isolamento térmico para silos, é possível atingir taxas de redução de temperatura externa das chapas de 32°C a 35°C, naturalmente diminuindo a demanda de todo um sistema para manter a temperatura ideal dos grãos.

Quando falamos de isolamento térmico para silos, outro benefício agregado é a eliminação do choque térmico, que são as mudanças bruscas de temperatura, onde no processo de dilatação e contração a que está exposto um silo, pode gerar infiltrações em suas sobreposições e parafusos, interferindo na umidade interna do silo, desencadeando os processos de germinação e liberação de gases explosivos.

Proteger os silos com um sistema ideal, irá garantir a proteção dos silos e dos grãos, proporcionando produtividade e segurança ao ambiente.

Qual o material que deve ser utilizado para o isolamento térmico dos silos e seus benefícios? 

Um sistema de isolamento térmico com membranas líquidas elastoméricas, é a solução ideal para proteção de silos, por se adequar a qualquer formato.

O sistema de isolamento térmico para silos Max Cool da Max Plus, utiliza tecnologia de ponta para o desenvolvimento dos seus produtos, proporcionando maior durabilidade e eficiência.

Silos antes e depois do isolamento térmico.

Benefícios:

  • O sistema de isolamento térmico para silos Max Cool da Max Plus Company, transforma as chapas do silo em uma superfície monolítica a prova d’água e intempéries.
  • Por ser uma membrana líquida elastomérica, acompanha a geometria das chapas e componentes, deixando a superfície sem emendas como uma peça monolítica, anulando qualquer tipo de vazamento.
  • Reduz a temperatura externa de 65°C a 70°C para 32°C a 35°C, elimina o choque térmico das chapas metálicas, extinguindo os vazamentos e protegendo contra a corrosão.
  • Baseado em materiais cerâmicos utilizados no programa da NASA para reentrada dos veículos espaciais na nossa atmosfera, possui alta refletividade, alta emissividade, baixa absorção de calor, baixa condutividade térmica, alta elasticidade e alta resistência às intempéries.
  • Membrana líquida acrílica 100% a base de água, não inflamável, não propaga chamas
  • Reduz a degradação por irradiação de UV e IR
  • Elimina o processo de corrosão, garantindo longevidade a estrutura.

Seja em um silo novo ou já em uso, o sistema de isolamento térmico para silos Max Cool da Max Plus, garantirá todos os benefícios citados, tornando o processo de armazenamento de grãos mais seguro, eficiente e rentável. Não conte com imprevistos, invista em um sistema de isolamento térmico para silos desenvolvido com tecnologia de ponta, garantindo proteção, segurança e qualidade no armazenamento dos grãos.